Um carregador modificado pode comprometer a segurança no iOS

Pesquisadores de segurança descobriram uma forma de inserir um software malicioso em um dispositivo iOS, da Apple, por meio de um carregador modificado.

Uma equipe de pesquisadores da universidade Georgia Institute of Technology conseguiu enviar um software malicioso para um dispositivo iOS em menos de um minuto após plugar o aparelho ao carregador.
Segundo os pesquisadores, qualquer pessoa pode ser alvo desta técnica, uma vez que a mesma não requer nenhuma interação com o usuário.

Os crackers são capazes até mesmo de esconder as aplicações, para que não apareçam na lista de apps do dispositivo.

Embora seja uma preocupação de segurança, não ficou claro se por meio do carregador é possível ativar o código malicioso. Isto porque, os dispositivos iOS possuem uma proteção de segurança, conhecida como “sandboxed”, que apenas instala e roda aplicativos reconhecidos.

No entanto, o carregador usado pelos pesquisadores é grande fisicamente – ele é baseado no BeagleBone, um pequeno PC Linux que tem o tamanho de um cartão de crédito – e por isso é improvável que seja reduzido para caber em um carregador comum de iPhone ou iPad.

A técnica para hackear os aparelhos e o carregador modificado serão apresentados com mais detalhes durante a conferência de segurança Black Hat, que ocorre em julho nos Estados Unidos.

 

Fonte: Info Abril

Arquivado em: Segurança

Palavras-chave: , , , ,

Comentários

No Comments

Comente

Você deve estar logado para postar um comentário.